Conteúdos

Maranhão pactua seu compromisso com a alfabetização de todas as crianças na idade certa

No dia 23, o Governo do Estado do Maranhão lançou a Agenda de Compromissos pela Alfabetização em evento virtual transmitido no YouTube. A cerimônia marcou o compromisso do estado, em regime de colaboração com seus 217 municípios, com a alfabetização de todas as crianças maranhenses até o final do 2º ano do Ensino Fundamental. 

Participaram do evento virtual o governador Flávio Dino, o Secretário de Educação Felipe Camarão, representantes da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação do Maranhão (UNDIME-MA), prefeitos, secretários municipais de educação, gestores escolares, professores de todo o Maranhão e os representantes das instituições parceiras: Instituto Natura, Fundação Lemann, ABC (Associação Bem Comum), Fundação Vale e UNICEF

Esta política pública, com foco na alfabetização, recebe o apoio da PARC (Parceria pela Alfabetização em Regime de Colaboração), iniciativa co-financiada pela Fundação Lemann e Instituto Natura, executada pela ABC (Associação Bem Comum) e que, exclusivamente nas ações realizadas pela PARC no Maranhão, também recebe o apoio da Fundação Vale.

Na ocasião, David Saad, diretor-presidente do Instituto Natura, destacou dados que demonstram a urgência do tema:

“O Brasil ainda vive uma tragédia silenciosa no que se refere à alfabetização. Infelizmente, o Estado do Maranhão vive também esta mesma tragédia. Aqui, menos de 30% dos alunos são alfabetizados adequadamente na idade certa, ou seja, mais de 70% das crianças vão carregar problemas durante toda a sua vida escolar, muitas nunca serão alfabetizadas adequadamente, tantas outras serão vítimas da evasão escolar ou da repetência. Olhando para essa situação, a Secretaria Estadual de Educação do Maranhão teve, já em 2020, uma atitude corajosa de enfrentamento desta realidade quando, dando continuidade a outras iniciativas que já vinha fazendo na Escola Digna, mesmo com as dificuldades da pandemia, conseguiu dar foco à alfabetização por meio do Pacto pela Aprendizagem.”

David Saad, diretor-presidente do Instituto Natura.
Para a mudança dessa realidade e avanço da alfabetização das crianças, o Estado e prefeituras se comprometem juntos a desenvolverem uma série de ações: 
  • Formação continuada dos professores, gestores e coordenadores da Educação Infantil e da Alfabetização; 
  • Distribuição de material didático complementar para os estudantes e professores do ciclo de alfabetização; 
  • Concessão de Bolsas de Auxílio Educacional aos coordenadores da educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental (1º e 2º anos), e aos articuladores pedagógicos municipais e regionais do Pacto pela Aprendizagem; 
  • Avaliação anual dos estudantes do segundo ano do Ensino Fundamental por meio do Sistema Estadual de Avaliação do Maranhão (SEAMA); 
  • Premiação e apoio financeiro às escolas com base nos resultados do SEAMA e assessoria técnica e pedagógica às escolas.

Este é um importante passo que o Maranhão dá em direção a uma Educação Pública cada vez melhor. A plena alfabetização na idade certa oferece uma base sólida para que as crianças possam desenvolver todo potencial ao longo da vida.